terça-feira, 24 de julho de 2012

Não é fácil sair da própria fortaleza. O mundo atrás das muralhas parece perigoso e cruel. As pessoas não entenderão as suas aflições e seus medos. Farão de tudo para transformá-la naquilo que elas querem e não naquilo que você realmente precisa ser. Algumas vezes tentamos olhar pelas frechas dos muros para ver se vale a pena sair e conhecer novas possibilidades, mas o lodo que cresceu nas paredes nos impede. 
Seria bom se continuássemos dentro do nosso mundo perfeito, mas pra falar a verdade, esse mundo não existe, pois foi criado com base nas nossas distorções. Sei que para muitos não é fácil sair e explorar a selva que existe do lado de fora da muralha, mas  a vida que pulsa dentro de cada um de nós é a mesma que nos move e nos enche de força e coragem para prosseguir. A nossa úncia tarefa é seguir em frente. Dar uma passo de cada vez em direção ao novo, mas respeitando sempre as nossas fraquezas, limitações e medos. Ser realmente quem desejamos ser é sempre o grande primeiro passo a ser dado, pois implica em ouvir a si mesmo e muitas vezes abafamos a nossa voz porque acreditamos que o outro nos conhece melhor do que nos mesmos. Devemos prosseguir para o alvo, mas para alcançar esse alvo precisamos nos encontrar primeiro.

Um comentário:

  1. Muitas vezes a porta esta aberta. Basta verificar a fechadura.!!!
    Joaquim de O Teles

    ResponderExcluir